Qual a diferença entre o Chopp e a Cerveja?

Entre o chopp e a cerveja, muita gente se confunde, mas há suas diferenças.

Centenas de litros de chopp são consumidos no Brasil e no mundo todos os dias, seja durante o happy hour para aliviar o estresse da rotina do trabalho, seja numa festa ou então na churrascada com os amigos. Apesar do consumo ser grande, por incrível que pareça, muita gente ainda se pergunta: qual é a diferença entre a cerveja e o chopp?

O chopp tem uma grande diferença em relação à produção da cerveja: ele não é pasteurizado. O processo de produção das duas bebidas é idêntico, mas no final a cerveja é pasteurizada e o chopp não. A pasteurização é um processo químico desenvolvido pelo cientista francês Louis Pasteur (1822 – 1895), em 1864, que consiste em aquecer a bebida a uma temperatura aproximada de 70 graus Celsius por um determinado tempo, entre cinco e dez minutos, seguida do resfriamento a temperatura ambiente, produzindo um choque térmico cuja finalidade é aumentar a estabilidade microbiológica do produto.

Como o choppnão passa pela pasteurização, sua duração é inferior à da cerveja. Um barril de chope dura no máximo quinze dias. Hoje a maioria das grandes cervejarias pasteurizam o chopp, o que joga por terra a definição da diferença. No entanto, realmente existe uma diferença no paladar. O fato é que no momento em que a cerveja circula na serpentina da chopeira ocorre uma perda de CO2 e consequentemente uma diminuição da acidez, o que torna a bebida mais palatável.

Em outros países, é normal encontrar cerveja vendida na torneira de chope, mas não confunda: quase sempre isso não passa de cerveja na pressão.

Tabela Comparativa Chopp e Cerveja

Fonte: brejas

CARACTERÍSTICA CHOPE / CHOPP CERVEJA TIPO PILSEN BRASILEIRA
Válidade 10 dias fechado e 1 dia aberto (barril) 6 meses fechada e poucas horas aberta
Pausterizada NÃO SIM
Conservantes NÃO SIM
Antioxidantes NÃO SIM
Estabilizantes NÃO SIM
Envasamento Barris de 10 a 50 litros Garrafa/Lata/Keg
Teor Alcoólico indiferente indiferente
Teor Calórico indiferente indiferente
Gás Carbônico Surge naturalmente no processo de fermentação, mas também é usado gás carbônico externo para manter o nível de gás do Chopp e extraí-lo de dentro do barril

Surge naturalmente no processo de fermantação, antes e/ou após o envaze. Não recebe carba extra de gás carbônico.

Pressão enquanto envazado em torno de 2,5 Kg não supera 1Kg
Surgimento 6 mil anos atrás 1876, com a invenção da Pasteurização